Blog

Oscar & Inclusão

por Beatriz Terra e Victória Régia

O Oscar é conhecido mundialmente como a premiação mais importante do cinema e é realizado pela Academia de Cinema de Hollywood. O evento acontece uma vez por ano e reúne as celebridades deste mundo e principalmente toda a equipe por trás das produções. As produções lançadas em um determinado período, passam por um difícil julgamento e são separadas em categorias para receberem a devida premiação.

O que chamou atenção no evento deste ano foi a indicação de três produções que  se destacavam por incluir o tema da inclusão de pessoas com deficiência em papéis centrais para a inclusão. Foram elas: O Som do Silêncio, Crip Camp e Feeling Through.

  • O SOM DO SILÊNCIO

Disponível no streaming da Amazon Prime, o Prime Video, O Som do Silêncio, ou The Sound of Metal, além da categoria de Melhor Filme, recebeu mais 5 indicações. Dentre elas, a de Melhor Ator, Melhor Ator Coadjuvante, Melhor Roteiro Original e levou os prêmios de Melhor Som e Melhor Edição (MIRANDA, 2021). 

Essas indicações foram totalmente merecidas, pois além de possuir uma linda fotografia, o filme é uma grande experiência, pois o trabalho do diretor procura trazer sensações para que você se sinta como se estivesse no filme. 

A produção conta a história de Ruben, um jovem baterista de heavy metal que possui uma banda com a sua namorada Louise. Devido às incontáveis exposições aos sons muito agudos, Ruben passa a perder rapidamente a audição, e indo ao médico descobre que possui apenas 28% do total. 

A partir daí, você começa a sentir que vive junto ao protagonista e sentir o que ele sente, tendo as mesmas experiências. Essa produção destaca a comunidade de deficientes auditivos e mudos e a linguagem de sinais, trazendo uma linda mensagem de paz ao final do filme. Como essa mensagem é passada, nós não vamos contar!! Se você se interessou por essa produção, você pode assistir ao trailer AQUI!

Trailer de O Som do Silêncio (Prime Video)
  • CRIP CAMP: REVOLUÇÃO PELA INCLUSÃO 

O filme acumulou nove indicações ao Oscar em 2021 e foi dirigido por Nicole Newnham e Jim LeBrecht. Crip Camp é um daqueles filmes que você não pode deixar de ver, pois é um belo “soco no estômago” num sentido muito positivo. Acho que vocês percebem o quanto a temática de tirar o preconceito e os estigmas que a sociedade coloca para as pessoas, mas é a grande sacada do filme. Nesse acampamento ninguém era visto ou tratado de forma diferente, cada um tinha a sua singularidade e era ajudado por jovens que iam trabalhar de forma voluntária no acampamento. 

É nesse filme que vai mostrar o quanto esse acampamento teve uma luta significativa e essencial para que os direitos de pessoas com deficiência fossem adquiridos, como dito por um dos diretores do filme “este acampamento mudou o mundo e ninguém conhece a história.”. Fica a chamada para vocês… que tal conhecer a história que mudou o mundo? O documentário está disponível no streaming da Netflix, mas você pode assistir ao trailer AQUI

Trailer de Crip Camp: Revolução pela inclusão (Netflix)
  • FEELING THROUGH

O curta-metragem indicado ao Melhor Curta de Ação ao Vivo do Oscar de 2021 foi lançado em 2019 e dirigido por Doug Roland. O diretor é conhecido por ser um profissional que impacta socialmente contando histórias de indivíduos e comunidades sub-representadas e que não recebem tanta atenção (LINKEDIN). 

O curta ainda possui como produtora executiva, Marlee Matlin, uma atriz surda, a única a ganhar o Oscar para melhor atriz como protagonista em “Children of a Lesser God” (SAMPAIO, 2017).

O curta do gênero de drama conta a história de Tareek e Artie. Tareek é um jovem morador de rua que se encontra com Artie de madrugada pelas ruas. O jovem Tareek percebeu que Artie é surdo e cego e que precisa de ajuda para atravessar a rua. Porém, Artie acaba precisando de ajuda para chegar até um ponto de ônibus e a partir daí, Tareek resolve ajudá-lo. 

Durante as necessidades de Artie, ele e Tareek vão criando um carinho um pelo outro que surge através da empatia, educação e respeito de um pelo outro. Entretanto, em uma ida à uma loja de bebidas, Tareek precisando de dinheiro, acaba furtando um pouco de dinheiro de Artie. O desfecho dessa história, nós vamos deixar para que vocês descubram sozinhos! Para assistir ao curta, basta clicar AQUI!

Curta-metragem Feeling Through (Youtube)
  • REGRAS DE INCLUSÃO NO OSCAR

No ano de 2020, a academia anunciou novas regras para aumentar a diversidade nas produções indicadas ao prêmio de melhor filme. Essas regras surgiram com influência das regras criadas pelos prêmios BAFTA do Reino Unido.

Assim, foi determinado que a partir do ano de 2024, todas as produções que tiverem a intenção de participar das indicações, deverão cumprir com novos critérios (Diário de Pernambuco, 2020).

  1. O protagonista deve ser de representante de um grupo normalmente não representado, “ou que 30% dos papéis secundários sejam distribuídos entre minorias, ou que se abordem os problemas que rodeiam estas comunidades como tema principal da obra.” 
  2. As principais funções dos bastidores devem ser ocupadas por profissionais que “façam parte de grupos historicamente desfavorecidos, entre os quais também estão incluídas as mulheres, as comunidades LGBTQ e pessoas com deficiências.”
  3. Devem ser ofertadas vagas de estágios e cursos de capacitação para “grupos subrepresentados”.
  4. Deve ser garantida a diversidade nos profissionais que fazem parte da comercialização e distribuição.

As obras, no entanto, que forem concorrer ao prêmio de melhor filme nos anos de 2022 e 2023, não precisam estar de acordo com essas novas regras, mas precisam apresentar “dados confidenciais sobre diversidade” para a Academia. Felizmente, mesmo que seja aos poucos, as instituições vêm mudando o olhar para as pessoas que eram marginalizadas e submetidas a estigmas, nessa perspectiva é sempre necessário trazer um novo olhar e realmente buscar mudanças para que a sociedade consiga ser mais igualitária no acesso a seus direitos, pois todos somos um só povo e devemos  ter as mesmas oportunidades. 

Esperamos que você tenha a oportunidade de assistir a todas essas produções. E se tiver assistido, não deixe de colocar aqui nos comentários o que você achou!💙💙 

REFERÊNCIAS

Oscar 2021 tem três filmes sobre pessoas com deficiência; cineastas apontam avanço em Hollywood | Oscar 2021 | G1 (globo.com)

Oscar irá impor regra de inclusão para premiação de melhor filme | Viver: Diario de Pernambuco

Sound of metal: filme sobre baterista de metal é indicado ao Oscar (igormiranda.com.br)

https://acontecimentosdodiablog.wordpress.com/2017/08/24/24-de-agosto-paulo-coelho-e-taquarana-al-2017/

Doug Roland – Creator/Filmmaker – Feeling Through | LinkedIn

https://www.uol.com.br/ecoa/ultimas-noticias/2020/12/04/crip-camp-como-grupo-de-jovens-na-era-woodstock-mudou-a-inclusao-social.htm

Blog

Aplicativos que você precisa conhecer para aprender Libras

Certamente você já ouviu falar de Libras, a Língua Brasileira de Sinais. Já deve ter visto pessoas se comunicando usando essa língua. Pode até mesmo ter tentado aprender antes. A principal forma de comunicação e alfabetização de pessoas com deficiência auditiva é considerada a segunda língua oficial do Brasil desde 2002.

E sendo não somente uma fonte de inclusão e crescimento profissional, Libras contribui culturalmente e educacionalmente no meio coletivo do país e é, em si, uma forma de conscientização.

Se utilizando de gestos, expressões faciais e corporais para construir seu diálogo, essa língua é imprescindível ao meio que busca cada vez mais o bem-estar social e um coletivo mais unificado.

É por isso que existem diversos cursos, projetos, disciplinas e atualmente, aplicativos, no qual o ensino de Libras é realizado de forma didática e na grande maioria das vezes, gratuita. O Busca Especial pesquisou e trouxe uma lista com os melhores aplicativos totalmente gratuitos para você, que quer saber um pouco mais e pensa até mesmo em dominar essa língua.

Vamos lá?

1. Hand Talk Tradutor

Apresentando Hugo, um intérprete virtual 3D que não só traduz, mas também ensina Libras e ASL (Língua Americana de Sinais), o Hand Talk possui uma ótima avaliação no ranque das plataformas e está disponível tanto para Android quanto para iOS. 

O aplicativo disponibiliza vídeos ensinando Libras, com o Hugo auxiliando no processo, o que facilita a memorização e compreensão dos gestos. O Hand Talk também permite salvar conteúdos para serem usados futuramente. É mais indicado para quem já possui uma base da língua e quer compreender mais sobre seus processos.

2. Alfabeto LIBRAS

Para quem tá começando agora, esse é o ideal. O Alfabeto Libras trabalha com uma variedade de jogos tornando o aprendizado dinâmico e divertido. O aplicativo visa ensinar o alfabeto não somente para adultos, já que possui uma versão mais infantil, o que permite um trabalho inclusivo desde os primeiros anos. Ele está disponível também para o Android e iOS.

3. Librário: Libras para todos

Outro que ensina divertindo é o Librário. Com duas opções de jogos, o aplicativo possui 81 vídeos educativos mostrando como fazer o sinal de cada palavra do jogo. 

O objetivo do aplicativo é promover a integração entre surdos e ouvintes. É considerado um baralho da comunicação visual-motora. Também está disponível no Android e no iOS.

4. Jogo Quiz de Libras

Esse aplicativo é o mais completo entre os que já foram mencionados, ele promove o aprendizado por meio de questões de diversos níveis sobre o alfabeto e os números em Libras. O Quiz de Libras possui também um conjunto de imagens que facilitam no momento do aprendizado. Até o momento, ele só está disponível para Android.

5. Aitken -Aprender LIBRAS

O Aitken ainda está na fase BETA, o que significa que ainda não foi liberado para usuários, apenas para testes. O aplicativo se mostrou dinâmico e através de um modelo 3D como o Hand Talk, ele ensina Libras por temas variados, explorando cada temática como um pilar de compreensão da língua.

Agora que você já conhece algumas ferramentas para aprender Libras, que tal praticar?

Mas não dependa somente dos aplicativos, a internet é uma fonte de conteúdo repleta de oportunidades educativas voltadas ao ensino dessa língua. Canais no Youtube como o Libraspro, Letras-Libras UFRJ e Libras Pernambuco podem ajudar você nos estudos.

Também é possível fazer cursos gratuitos como o Introdução à Libras da EVG (Escola Virtual do Governo) ou o Língua Brasileira de Sinais da USP (Universidade de São Paulo).

Busque, aprenda e compartilhe essa língua que precisa cada vez mais de espaço no cotidiano brasileiro. Libras é fundamental para uma sociedade mais completa e inclusiva, seja você parte desse projeto humanizador de integração.

*Este post foi uma contribuição voluntária de Márcio Araújo dos Santos.

Márcio Araújo tem 23 anos, é formado em Comunicação Social – Jornalismo e atualmente cursa o técnico em Multimídias no ETE Porto Digital. Trabalha com produção de conteúdo desde a adolescência, atuando em diversos ramos. Busca na educação caminhos para beneficiar o meio em que vive e é um consumidor fervoroso de produções literárias de ficção e mangás.