Blog, Podcast

Inspire-se e entenda mais sobre empregabilidade com Maykson Assunção

Nosso segundo convidado tem muito carisma e a admiração de seus alunos

Maykson Assunção é o convidado do nosso segundo episódio do Podcast do Busca Especial. Ele conversou sobre vários assuntos que percorreram e percorrem a sua vida, como liderança, propósito, inspirações, voluntariado e empregabilidade. Além disso, também mencionou sobre o Coletivo Jovem, que tem o objetivo de empoderar e inspirar jovens de diferentes comunidades no Brasil. No episódio falamos especialmente da Região Metropolitana do Recife.

Estar conectado a pessoas te leva às oportunidades, na verdade. Então é interessante que você esteja realmente, de fato, disponível, aberto e com força de vontade.

Maykson Assunção – Educador social sênior do projeto Coletivo Jovem e mobilizador do projeto Recode (Microsoft)

Maykson falou a respeito de como funcionam as atividades empregadas dentro da sala de aula com esses jovens. Não trabalham somente a questão das habilidades técnicas, mas também a comportamental. Existem muitas dinâmicas oferecidas para que eles possam refletir sobre si mesmos e sobre o outro. Racismo, feminismo e empreendedorismo fazem parte desses temas que colaboram com esse desenvolvimento pessoal e profissional de cada um.

Acrescentando a isso, também refletiu-se sobre a empregabilidade entre os jovens no Brasil, principalmente na região nordeste. De acordo com os dados divulgados pelo IBGE, a taxa de desemprego entre os jovens chegou a 27,1% no primeiro trimestre de 2020. Com isso, Maykson deu sua opinião a respeito do impacto que uma boa preparação para o mercado de trabalho pode causar na vida de um jovem. E muitos vão até além: chegam a abrir o negócio que tanto sonharam.

Então convido você a ouvir o podcast e compartilhá-lo com alguém que você sabe que precisa desse conteúdo.

Confira a Transcrição abaixo.
Podcast

#Faixa Bônus – Como começou o Busca Especial?

Nosso podcast acaba de começar, mas a vontade de tornar esse um mundo melhor é antiga

Como você já sabe, o Busca Especial agora tem seu próprio podcast! E com ele pretendemos trazer uma série de informações relevantes sobre o universo da educação e da psicologia.

E, para situar você daquilo que o Busca Especial pretende abordar nessa primeira temporada, elaboramos um episódio introdutório contando um pouco da nossa história, do nosso propósito e sobre quais assuntos iremos tratar durante essa trajetória.

Você pode ouvi-lo aqui:

Confira a transcrição abaixo

Com mais de 30 anos de experiência na área de psicologia, especialista em psicologia clínica e psicopedagogia, diretora técnica do Busca Especial, Ivalda Marinho foi nossa primeira convidada.

Uma verdade só é acreditada quando a pessoa diz que reconhece como verdade

Ivalda Marinho

Dentre os assuntos abordados no podcast, destacamos duas questões: as mudanças na aplicação e na forma como são vistos os testes vocacionais atualmente e a lei que institui a presença dos serviços de psicologia na rede pública de educação básica.

Antes, por exemplo, o aluno fazia um teste que era voltado mais para sua personalidade, com o resultado dele, sua vida profissional praticamente estava traçada, mas a orientação vocacional de fato vai muito além. Essa orientação pode começar a partir do 9º ano e percorrer até o término do ensino médio. Esse é um processo que ajuda no autoconhecimento do aluno e a pensar sobre carreira de maneira que ela seja construída ao longo do tempo.

Outra questão levada em consideração foi a lei número 13.935/19 disponibilizada abaixo.  Em resumo, essa lei exige que as escolas públicas passem a ter serviço social e de psicologia. Ivalda refletiu sobre isso e compartilhou um pouco da sua visão acerca daquilo que acha interessante ser feito.

Art. 1º As redes públicas de educação básica contarão com serviços de psicologia e de serviço social para atender às necessidades e prioridades definidas pelas políticas de educação, por meio de equipes multiprofissionais.

§ 1º As equipes multiprofissionais deverão desenvolver ações para a melhoria da qualidade do processo de ensino-aprendizagem, com a participação da comunidade escolar, atuando na mediação das relações sociais e institucionais.

§ 2º O trabalho da equipe multiprofissional deverá considerar o projeto político-pedagógico das redes públicas de educação básica e dos seus estabelecimentos de ensino.

Mas, além disso, também houveram outros assuntos importantíssimos tratados nesse primeiro episódio. Então convido você a escutar e compartilhá-lo com alguém que irá se identificar.

Confira a transcrição abaixo