Blog

Saúde mental: Você sabe como funciona o atendimento e tratamento pelo SUS?

Por Ana Wanessa Dias

O art. 196  da Constituição Federal, determina que o acesso à saúde pública, gratuita e de qualidade  é um direito de todos. Portanto, a lei 8.080 determina que o acesso à medicação, aos atendimentos psicológicos e psiquiátricos, como também seus respectivos tratamentos, sejam feitos pela rede de saúde pública. 

Esse atendimento inicial é feito por um posto de saúde que realiza a triagem e, caso trate-se de um caso leve, o médico o encaminha para um psiquiatra, ou ele mesmo medica o paciente. Já se for o caso de um transtorno de natureza mediana ou com tendência mais grave, deve-se procurar diretamente o CAPS mais próximo, lá o tratamento será feito por uma equipe multidisciplinar que vai avaliar o caso individualmente. 

Através desse acompanhamento por meio da rede pública de saúde, é possível receber de forma gratuita alguns medicamentos para o transtorno de ansiedade e depressão, por exemplo, com o intuito de manter a continuidade do tratamento em casa. O aplicativo e site Conecte SUS fornecem muitas informações sobre os serviços prestados e a localização de hospitais, postos de saúde, centros de atenção psicossocial e farmácias populares.

Segundo dados da OMS, o Brasil é o país com a maior população de pessoas com o transtorno de ansiedade do mundo e o segundo em Depressão. Falamos um pouco mais sobre essas duas temáticas neste post aqui. Existe uma política no SUS para o fornecimento de psicofármacos (remédios) para essas duas patologias, entre outras, que acometem hoje uma parcela significativa dos brasileiros. Confira aqui quais são esses remédios que são fornecidos hoje de forma gratuita pela rede de saúde pública nos postos de saúde e nas farmácias do Estado. Mesmo já tendo alguns remédios que são fornecidos pela rede pública de saúde, ainda são em um quantitativo bem pequeno. Assim, o projeto de lei Nº 4.680 de 2021, visa ampliar a distribuição de medicamentos para esse fim, mas também distribuir com um custo reduzido esses fármacos nas unidades de saúde e farmácias privadas. 

Sabemos que mesmo com tantas iniciativas, a rede pública de saúde ainda tem precariedades em seu serviço e nem sempre consegue ter um tratamento tão completo principalmente quando se fala em acompanhamento terapêutico, o que sem sombra de dúvidas, em casos de transtornos depressivos e de ansiedade, o apoio de um psicólogo é fundamental. Então, caso você também possa buscar acompanhamentos alternativos, já tem um post aqui no blog sobre Universidades e Faculdades que disponibilizam esse serviço com valores acessíveis! Confere aqui!

Se você acha que esse post pode ajudar alguém, compartilhe pra que esse conteúdo possa chegar a mais pessoas e consequentemente, ajudá-las!💖😘 

Referências:

https://www.abp.org.br/post/jph09-rename

https://www.in.gov.br/en/web/dou/-/portaria-gm-n-4.680-de-20-de-abril-de-2021-315172300

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s