Uncategorized

SESSÃO DE ARQUITETURA ACESSÍVEL: O TURISMO E(M) CIDADES ACESSÍVEIS

Olá!! Esperamos que essas últimas semanas tenham sido bastante produtivas e que estejam preparados para a época de férias, em que o tão querido descanso se aproxima nesses meses de junho e julho! 

O Busca Especial volta ao blog essa semana com mais um post da Sessão de Arquitetura Acessível e trouxemos algumas dicas de cidades que oferecem acessibilidade com qualidade e com isso se tornam mais atrativas para o turismo.

Neste quadro já apresentamos as normas que espaços públicos e privados devem seguir para garantir a acessibilidade, você pode ver algumas dessas postagens AQUI!

Infelizmente, apesar de estarmos em época de férias, não é o momento de viajar, mas você pode deixar essa postagem nos seus favoritos para não esquecer de visitar após esses tempos turbulentos. E vamos às cidades que valem a pena visitar e que vão estar preparadas para te receber:

  1. UBERLÂNDIA/MG

A cidade de Uberlândia está localizada no estado de Minas Gerais, na região Sudeste, e está presente na lista de 100 destinos de inclusão realizada pela ONU. Essa cidade é realmente referência ao falar de acessibilidade.

É super importante garantir a acessibilidade dos visitantes, mas mais ainda, é garantir a acessibilidade de seus próprios habitantes. E dentre os diversos projetos disponíveis por lá, a prefeitura oferece atendimento à pessoas com mobilidade reduzida que não possuem condições de utilizar o sistema de transporte tradicional, mesmo que adaptado, através do programa Porta a Porta (imagem abaixo), onde vans adaptadas buscam seus usuários em seus lares e os levam para escola, cursos, hospitais e locais de cultura e lazer. 

De transporte público equipado com elevadores à calçadas projetadas adequadamente com piso tátil e rampas, a cidade esbanja excelente planejamento através do Departamento de Acessibilidade do município que avalia se as obras de uso público estão sendo projetadas visando garantir a acessibilidade de um grande grupo de usuários.

Mas além de usufruir de todos os direitos básicos, a cidade ainda conta com um Mapa de Turismo Acessível online (imagem abaixo), disponibilizado pela prefeitura e realizado em parceria com a população.

Este mapa expõe informações sobre “…hospedagem, gastronomia, cultura, entretenimento e esporte…”. Até fevereiro de 2020 (data da matéria) já haviam 50 pontos marcados, sendo 27 sobre hospedagens que traziam também o nível de acessibilidade apresentado pelo hotel.

Quanto a esses níveis, isso é assunto para outra sessão! 😉

  1. FORTALEZA/CE 

Quem não gosta de uma cidade litorânea, não é mesmo?! E nesse momento você deve estar se perguntando: “é possível garantir a acessibilidade em praias?” E a resposta é: 

CLARO QUE SIM!

Além do calçadão projetado adequadamente, atualmente, existem projetos atrelados às prefeituras que têm o intuito de oferecer meios físicos para que pessoas com mobilidade reduzida possam ter seu momento de lazer até em ambientes que parecem muito difíceis.

O projeto que se encontra na cidade de Fortaleza se chama Projeto Praia Acessível (imagem abaixo). 

E esse projeto é composto por fisioterapeutas ou estudantes que através de equipamentos, conseguem oferecer um momento de lazer à essas pessoas. Além dos equipamentos que permitem a entrada no mar, eles realizam atividades como o frescobol e o voleibol adaptado, fornecendo assim mais opções de lazer ao público. 

O Projeto Praia Acessível também está nas cidades de Vitória/ES, Santos/SP, Guarujá/SP, Luís Correia/PI, Itanhaém/SP e entre outras. E se você é de Pernambuco, você pode encontrar um programa similar, chamado Praia sem Barreiras, nas praias de Porto de Galinhas – Ipojuca e na Praia de Boa Viagem – Recife! Você ainda pode conferir mais cidades que possuem programas similares nas praias neste LINK!

  1. FOZ DO IGUAÇU/PR

Não sei vocês, mas a gente adora uma curiosidade… e falando em curiosidade, vocês sabiam que a cidade de Foz do Iguaçu foi uma das cidades pioneiras no turismo inclusivo? 

A cidade possui vagas destinadas a idosos e pessoas com mobilidade reduzida, rampas e piso tátil nas vias urbanas. E além disso, a cidade que realiza a fronteira do Brasil com o Paraguai e Argentina, abriga um Parque Nacional, onde você pode conhecer as Cataratas com todo o auxílio necessário para aproveitar o passeio. 

Você ainda pode conhecer a Trilha do Poço Preto, o Macuco Safari e o Espaço Naipi. E em todos esses destinos, será possível aproveitar com a acessibilidade necessária sendo garantida por todo o passeio.

É tão bom saber que será muito bem recebido ao chegar em tal cidade escolhida com tanto carinho para passar seu precioso tempo de descanso, não é?! Além dessas cidades, existem muitas outras que são referência em acessibilidade, então quem sabe a gente não traz uma parte 2 para esse post e assim a lista de possibilidades vai aumentando!

Se você já visitou alguma dessas cidades, deixe aqui nos comentários como foi a sua experiência por lá. E se você conhece alguma cidade que também possa ser exemplo, compartilhe com a gente, quem sabe ela aparece por aqui!!

Esperamos que tenha gostado e enquanto espera o próximo post da Sessão de Arquitetura Acessível, acesse o nosso blog, confira nossas últimas postagens e se mantenha conectado ao nosso instagram!!

FONTES:

 8 cidades com turismo acessível para pessoas com deficiência (freedom.ind.br)

6 cidades exemplos em acessibilidade para PCDs | Summit Mobilidade (estadao.com.br)

Acessibilidade Urbana: 5 cidades acessíveis no Brasil para você viajar! | Inclusão e Acessibilidade por Suelén Almeída (viajecomacessibilidade.com.br)

Gratuidade e benefícios – Portal da Prefeitura de Uberlândia (uberlandia.mg.gov.br)

As praias com acessibilidade para cadeirantes no Brasil (temporadalivre.com)

IMAGENS: 

Razões para conhecer as Cataratas Argentina (comboiguassu.com.br)

Turismo em Fortaleza – Jornal do Commercio (uol.com.br)

‘Mapa do Turismo Acessível’ está aberto a colaborações – Portal da Prefeitura de Uberlândia (uberlandia.mg.gov.br)

Macuco Safari prioriza acessibilidade. Foz do Iguaçu sem barreiras. (ricardoshimosakai.com.br)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s